UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

Piracicaba / SP

Unidades de Conservação - o que são?

 

    Segundo a Lei  nº 9985 / 2000 que institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação - SNUC, Unidade de Conservação é um espaço territorial e seus recursos ambientais, incluindo as águas jurisdicionais, com características naturais relevantes, legalmente instituído pelo Poder Público, com objetivos de conservação e limites definidos, sob regime especial de administração, ao qual se aplicam garantias adequadas de proteção.

 

       O SNUC é constituído pelas Unidades de Conservação Nacionais, Estaduais e Municipais e as unidades de conservação integrantes do SNUC dividem-se em dois grupos, com características específicas:

I - Unidades de Proteção Integral;

II - Unidades de Uso Sustentável.

 

 

Unidades de Proteção Integral

        O objetivo básico das Unidades de Proteção Integral é preservar a natureza, sendo admitido apenas o uso indireto dos seus recursos naturais, com exceção dos casos previstos na Lei 9985 / 2000.

É composto pelas seguintes categorias de unidade de conservação:

I - Estação Ecológica;

II - Reserva Biológica;

III - Parque Nacional - as unidades dessa categoria, quando criadas pelo Estado ou Município, serão denominadas, respectivamente, Parque Estadual e Parque Natural Municipal.;

IV - Monumento Natural;

V - Refúgio de Vida Silvestre.

 

Unidades de Uso Sustentável

      O objetivo básico das Unidades de Uso Sustentável é compatibilizar a conservação da natureza com o uso sustentável de parcela dos seus recursos naturais.

Constituem o Grupo das Unidades de Uso Sustentável as seguintes categorias de unidade de conservação:

I - Área de Proteção Ambiental;

II - Área de Relevante Interesse Ecológico;

III - Floresta Nacional;

IV - Reserva Extrativista;

V - Reserva de Fauna;

VI – Reserva de Desenvolvimento Sustentável; e

VII - Reserva Particular do Patrimônio Natural.

 

.

Legislação

CNUC - Cadastro Nacional de Unidades de Conservação

   O Cadastro Nacional de Unidades de Conservação (CNUC) é mantido pelo MMA com a colaboração dos Órgãos gestores federal, estaduais e municipais. Seu principal objetivo é disponibilizar um banco de dados com informações oficiais do Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Neste ambiente são apresentadas as características físicas, biológicas, turísticas, gerenciais e os dados georreferenciados das unidades de conservação. Assim, a sociedade poderá acompanhar os resultados das ações governamentais de proteção do patrimônio biológico nacional.

 

-  Cadastro Nacional de Unidades de Conservação - acesse

Unidades de Conservação e Áreas Protegidas - Piracicaba / SP

    Piracicaba possui 04 Unidades de Conservação (SNUC), sendo 03 Estaduais: "Estação Ecológica de Ibicatu", "Área de Proteção Ambiental Tanquã-Rio Piracicaba" e "Área de Proteção Ambiental Barreiro Rico" e 01 Municipal: "Parque Natural Municipal de Santa Terezinha" e 01 área protegida Estadual caracterizada como Estação Experimental: "Estação Experimental Tupi".

 

Estadual

 

Área Protegida

Estação Experimental de TUPI

20180617_084948_edited.jpg

    Área protegida não pertencente as categorias de UC's do SNUC. 

   Caracterizada como Estação Experimental - Unidade de Produção - área destinada à realização de programas e atividades de pesquisas científicas. Dispõe de importantes coleções de espécies florestais nativas e viveiro de mudas.

    A atual Estação Experimental de Tupi pertence à Divisão de Florestas e Estações Experimentais do Instituto Florestal de São Paulo e apresenta, em sua memória histórica, um início como Estação Experimental do Ministério de Agricultura do Governo Brasileiro, na década de 1920.

 

  A Estação Experimental de Tupi foi criada pelo Decreto nº 19.032 de 23/12/1949  em gleba transferida da Divisão de Experimentação e Pesquisa do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) para o então Serviço Florestal do Estado.

 

    Na década de 1970, o Serviço Florestal do Estado passou a denominar-se Instituto Florestal e foram criadas diversas Divisões Técnicas. Nessa oportunidade, o Horto Experimental de Tupi passou a denominar-se Estação Experimental, sendo que sua área corresponde a aproximadamente 198 hectares.

    Desde 06/2018, foi oficializado uma parceria entre o Estado de São Paulo e a Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio de umaTermo de Permissão de Uso para gestão da Área de Visitação da Unidade, que corresponde á 22,3 hectares.

    A Gestão da referida Área acontecerá por meio de um Comitê Gestor, formado por membros do IF - Instituto Florestal (Estado SP), SEDEMA - Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (PMP), Sociedade Civil (instituição privada sem fins lucrativos da sociedade civil legalmente instituída e com sede e atuação comprovada no Distrito de Tupi) e Comunidade Acadêmica (ESALQ - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ), devido ao histórico de atuação em ensino, pesquisa e extensão acadêmica na área, e 1 (uma) vaga de suplente para demais universidades com campus no município de Piracicaba).

Legislação

Plano de Manejo

- Plano de Manejo E.E. Tupi

Material Educativo

- Estação Experimental de TUPI

Notícia - acesse

Como chegar - acesse

 

Maiores informações

 

Estação Experimental de Tupi F: (19) 3438-7116.

Instituto Florestal:  Rua do Horto, 931 São Paulo - SP - CEP: 02377-000 F: (11) 2231-8555

site: http://iflorestal.sp.gov.br/areas-protegidas/estacoes-experimentais/tupi/

 

Unidade de Conservação de Proteção Integral

Estação Ecológica de Ibicatu

DSCF6180 (2)_edited.jpg

      A Estação Ecológica Ibicatú é uma unidade de conservação de proteção integral, criada pelo Decreto Estadual nº 26.890, de 12 de março de 1.987, “com a finalidade de proteção ao ambiente natural, à realização de pesquisas básicas e aplicadas e ao desenvolvimento de programas de educação conservacionistas”. Possui área de 76,40 hectares, desmembrada da Fazenda Boa Esperança e está localizada na região centro-oeste do município de Piracicaba, apresentando altitudes entre 540-580m, próxima à linha de interflúvios que dividem as águas destinadas aos rios Piracicaba e Tietê. O bioma existente na unidade de conservação é o da Mata Atlântica.

 

Legislação

Material Educativo

SEDEMA - Unidades de Conservação - Piracicaba / SP

- Estação Ecológica de IBICATU

Fonte: Oca - ESALQ

- Estação Ecológica de IBICATU

Fonte: IHGP - Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba

Revista 20 - pg 222_243

Como chegar - acesse

 

Maiores informações

 

Fundação Florestal - Av. Professor Frederico Hermann Junior, 345 - Pinheiros - São Paulo - SP - CEP: 05459-010

fone: (11) 2997-5000

e-mail: fflorestal@fflorestal.sp.gov.br

site:https://guiadeareasprotegidas.sp.gov.br/ap/eec-ibicatu/

Unidade de Conservação de Uso Sustentável

Área de Proteção Ambiental Tanquã-Rio Piracicaba

capa_tanqua_cdn-8923547_edited.jpg
 

Área e Localização: 14.057,30 hectares, nos Municípios de Anhembi, Botucatu, Dois Córregos, Piracicaba, Santa Maria da Serra e São Pedro.

Objetivo específico: conservação da avifauna residente e migratória.

Diretriz para a Área: Conservação do hábitat do Tanquã: manutenção do padrão de fluxo das águas do rio Piracicaba, qualidade das águas, diminuição de impactos ambientais, entre outras ações, em sintonia com atividades econômicas presentes na área.

Restrições para a Área:

  • As já incidentes pela legislação ambiental.

Ações previstas para a Área:

  • Aquisição de embarcações e intensificação da fiscalização ambiental na área.

  • Fortalecimento do turismo de observação de aves, lazer náutico e novos modelos de negócios.

Fonte: Fundação Florestal

 

Legislação

- Decreto nº 63.993/ 2018

Maiores informações

 

Fundação Florestal - Av. Professor Frederico Hermann Junior, 345 - Pinheiros -

São Paulo - SP - CEP: 05459-010

fone: (11) 2997-5000

e-mail: fflorestal@fflorestal.sp.gov.br

site:http://fflorestal.sp.gov.br/pagina-inicial/apas/apas-areas-de-protecao-ambiental-estaduais/

tanqua-1.jpg
 

Unidade de Conservação de Uso Sustentável

Área de Proteção Ambiental Barreiro Rico

muriqui-do-sul_robson-hack_edited.jpg

Área e Localização: 30.142,63 hectares, nos Municípios de Anhembi, Botucatu, Piracicaba e São Pedro.

Objetivo específico: conservação dos expressivos fragmentos de floresta estacional semidecidual, compostos em grande parte por florestas maduras, e sua fauna associada, com destaque aos cinco primatas da região (muriqui-do-sul, sagui-da-serra-escuro, sauá, bugio-ruivo e macaco-prego) e à sua abundante avifauna.

Diretriz para a Área: contribuir para a conciliação da produção agrícola com a conservação dos fragmentos florestais, melhorar as condições de proteção da vegetação e incrementar a conectividade ecológica da paisagem, especialmente com relação aos primatas.

Restrições para a Área:

  • As já incidentes pela legislação ambiental, com destaque à Lei Florestal, Lei do Cerrado, Lei da Mata Atlântica e as de uso de agrotóxicos.

  • Outras, a serem pactuadas por ocasião do Plano de Manejo, relativas à adoção de regras de proteção/conservação dos remanescentes florestais. Exemplo:

    • Obrigatoriedade de compensação de supressão de árvores isoladas no entorno dos fragmentos.

    • Adoção consensuada de boas práticas agrícolas como a eliminação gradativa do emprego do fogo.

Ações previstas para a Área:

  • Contratação de serviços técnicos especializados para estabelecimento de estratégias de conservação dos primatas (em curso).

  • Intensificação dos esforços de prevenção e combate de incêndios florestais, inserindo a área na Operação Corta-Fogo (em curso).

  • Incentivar o manejo de espécies exóticas invasoras, especialmente a brachiaria e o capim Colonião nas áreas de borda, substituindo por nativas, sempre que possível.

  • Promover ações educativas e o ecoturismo voltados à observação da fauna.

  • Intensificação de ações em conjunto com a Polícia Ambiental.

Fonte: Fundação Florestal

 

Legislação

- Decreto nº 63.994/ 2018

Maiores informações

 

Fundação Florestal - Av. Professor Frederico Hermann Junior, 345 - Pinheiros - São Paulo - SP - CEP: 05459-010

fone: (11) 2997-5000

e-mail: fflorestal@fflorestal.sp.gov.br

site:http://fflorestal.sp.gov.br/pagina-inicial/apas/apas-areas-de-protecao-ambiental-estaduais/

Muriqui.jpg

Mapa: Unidades de Conservação - Estado de São Paulo - acesse

Municipal

 

Unidade de Conservação de Proteção Integral

Parque Natural Municipal de Santa Terezinha - "Parque da Cidade"

     O Parque Natural de Santa Terezinha ou "Parque da Cidade" é uma unidade de conservação municipal de proteção integral, com área de quase 40 hectares, criado pelo Decreto Municipal 10.845 (de 11/08/2004), estrategicamente situada na confluência dos rios Piracicaba e Corumbataí, no distrito de Santa Teresinha, limitando-se com a rodovia SP-304 (km. 169), no trecho entre Piracicaba e São Pedro, próximo ao trevo de acesso a Charqueada.

 

      No local, desde 2016 está instalada uma base operacional do Pelotão Ambiental - destacamento da Guarda Civil Municipal, que opera em ações de fiscalização e preservação do patrimônio público.

       

- Zoneamento Parque Natural de Santa Terezinha:

Plano de Manejo

- Plano de Manejo Parque Natural de Santa Terezinha:

Notícia

- Parque Natural de Santa Terezinha: acesse

Fonte: Prefeitura do Município de Piracicaba

Como chegar - acesse

 

 

Maiores informações

 

SEDEMA - Secretaria de Defesa do Meio Ambiente de Piracicaba F: (19) 3403-1250.

e-mail: sedema@piracicaba.sp.gov.br

site: www.sedema.piracicaba.sp.gov.br

Guia de Áreas Protegidas

CONHECER PARA PRESERVAR

O Guia de Áreas Protegidas é importante ferramenta para aproximar a população das áreas verdes do nosso Estado. O Guia incorpora os principais conceitos da preservação ambiental, estimula o uso sustentável dessas áreas e promove diferentes atividades relacionadas a educação ambiental, além de aproximar todos da natureza. É vivendo, de perto, que se aprende a importância da preservação! 

Clique na imagem para acessar.

Fonte: Fundação Florestal

Localização

Unidades de Conservação Piracicaba / SP

Marcadores:  

A

B

C

D

E

F

Prefeitura do Município de Piracicaba

Parque Natural Municipal de Santa Terezinha 

Estação Ecológica IBICATU

Estação Experimental TUPI

APA Barreiro Rico

APA Tanquã Rio Piracicaba

- Acesse: Mapa de Unidades de Conservação de Piracicaba / SP : Google Maps

 

Contato

Licenciamento Ambiental

 

Rua Cap. Antônio Correa Barbosa, 2233 (Centro Cívico) - 9º andar 

Chácara Nazareth - Piracicaba / SP


Fone: (19) 3403-1247

Horário de Atendimento:  

Segunda à Sexta: 08:30 hs às 16:30 hs

e-mail: licenciamentoambiental@piracicaba.sp.gov.br

 

SEDEMA - Piracicaba / SP

Fale com a SEDEMA

Pesquisa personalizada no site da SEDEMA. O resultado será exibido em uma nova janela.

Fone:

( 19) 3403-1250 

Endereço:

R.: Cap. Antônio Corrêa Barbosa 2233, 9º andar 

Chácara Nazareth ,  Piracicaba / SP   -   CEP 13.400-900 

Email:

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now